?

Log in

Quero poder ser livre para ir para um beco sem saída qualquer e estar… - silêncio [entries|archive|friends|userinfo]
silêncio

[ userinfo | livejournal userinfo ]
[ archive | journal archive ]

[Sep. 17th, 2004|11:08 am]
silêncio
Quero poder ser livre para ir para um beco sem saída qualquer e estar à espera de ser pegue por alguém. Quero ser livre de divagar pelas ruas escuras da cidade e deixar-me levar pelo latir doente do cão do vadio. Quero ir ter com ele, dizer-lhe palavras doces e deixar que ele me beije. Quero mergulhar no rio escuro da cidade e nadar nua até ao céu nascer. E saindo do água, enrolar-me na manta de um pescador qualquer e fazer dela o vestido do dia que está a amanhecer. Quero dizer palavras doces à ceguinha queimada na pele pelo sol, de tanto o olhar de frente, para conseguir ver ainda os restos de alguma luz. Quero foder com todos, foder com qualquer um, e amar muito, muito, sentindo em mim o outro como alguém que vive, sente e sofre. Quero perder-me nos caminhos de cabras que levam ao monte mais solitário do mundo e ficar lá eternamente, numa cabana antiga, protegida do mundo inteiro por um lenhador qualquer. Quero aquecer as mãos à lareira enquanto descasco as batatas que apanhei da terra no dia anterior. Quero ser pobre e livre de voar para onde me apetecer, enquanto me apetecer, mesmo que isso signifique ficar para sempre colada a um marido estúpido e ter filhos demasiados para as ancas e o peito que possuo.
linkReply